Você está aqui: Página Inicial / Próximos Eventos / Aula Magna 2020

Aula Magna 2020

Quando 19/08/2020
das 18h00 até 21h00
Onde Ambiente Virtual
Adicionar evento ao calendário vCal
iCal

AULA MAGNA PPGIS – 19 de agosto de 2020, às 18h

Palestrante: Rafael de Luna Freire (UFF)

Arqueologia da tela: a projeção por transparência como série cultural

Link da transmissão: https://www.youtube.com/channel/UCRx0c4bfnaipOK3xQ3x8aqg

Essa apresentação irá abordar a técnica da projeção por transparência, ou retroprojeção, de amplo uso durante o período do cinema silencioso no Brasil, como uma série cultural que remonta aos espetáculos de fantasmagoria de fins do século XVIII.
O conceito de “série cultural”, cunhado por André Gaudreault, surgiu de suas inquietações sobre o termo “Primeiro Cinema” (early cinema), usado para designar o período que ele próprio – junto de pesquisadores como Noel Burch, Tom Gunning, Charles Musser, entre outros – ajudou a ressignificar através da chamada “nova história do cinema” iniciada no final dos anos 1970. Na sua visão, os filmes do Primeiro Cinema seriam mais bem compreendidos em cotejo com séries culturais não-fílmicas, como o teatro, a fotografia ou os brinquedos óticos, colocando em evidência as continuidades ao invés das rupturas trazidas pela invenção do cinematógrafo. A proposta de Gaudreault guarda semelhança com as recentes abordagens da arqueologia das mídias, motivadas a rever histórias canônicas e teleológicas das mídias antigas e novas. Fazendo uso das contribuições da arqueologia das mídias e da nova história do cinema ao abordar uma técnica de projeção pouco estudada pelos historiadores do cinema, esta apresentação tem o objetivo de partir do conceito de série cultural para encaminhá-lo através de duas direções pouco comuns. Em primeiro lugar, pensar uma série cultural não para a análise dos “modos de representação”, como Gaudreault utiliza mais frequentemente, mas para pensar os “modos de apresentação” dentro de uma “história das práticas de tela”, nos termos de Charles Musser. Em segundo lugar, mostrar com um estudo de caso focado no Brasil pode expandir e possivelmente revisar a historiografia sobre os primórdios do cinema, cujos estudos costumam se restringir aos Estados Unidos e Europa.

A palestra trará exemplos da ampla pesquisa documental realizada, apresentando o resultado parcial do projeto de pós-doutorado “A projeção de filmes no Brasil: arqueologia da exibição cinematográfica”, que vem sendo desenvolvido na UFSCar-Universidade Federal de São Carlos, junto ao PPGIS-Programa de Pós-Graduação em Imagem e Som e ao DAC-Departamento de Artes e Comunicação.

Rafael de Luna Freire, professor da UFF, com apoio do programa Jovem Pesquisador do Nosso Estado - Faperj

registrado em: